Português

Apresentação

O Programa de Pós-Graduação em Linguística, da Universidade Federal do Ceará, realiza trabalhos no sentido de resgatar material de projetos desenvolvidos e em desenvolvimento sobre os falares do Ceará, em várias áreas da Lingüística e da Língua Portuguesa, a fim de criar bancos de dados que possam estar disponíveis para a elaboração de pesquisas de alunos e para professores e pesquisadores brasileiros e estrangeiros.

A publicação de bancos de dados tem sido uma prática constante em nosso país, o que é de todo recomendável, uma vez que oferece não só material de pesquisa da melhor qualidade, colhido com todas as normas técnicas de pesquisa de campo, mas, também, material que permite comparações em nível diatópico, diastrático e diafásico.

Com esta publicação, o Programa de Pós-Graduação em Linguística vai, aos poucos, constituindo um acervo dos mais significativos para o estudo dos falares cearenses, nos diferentes níveis de análise linguística, do fonético-fonológico ao léxico, passando pelo morfossintático e o semântico. Este trabalho é a consolidação de dados colhidos pela pesquisa “Dialetos Sociais Cearenses”, que já foram utilizados para outros estudos de professores visitantes da Universidade Federal do Ceará.

Ao retomarmos o material coletado pelos pesquisadores do projeto Dialetos Sociais Cearenses, tivemos o cuidado inicial de buscar todas as informações disponíveis, deixadas pela equipe, nos arquivos da Universidade Federal do Ceará. Nessa busca, foram encontradas cópias do Relatório Final apresentado pela Coordenação do Projeto aos órgãos financiadores, fitas com as fichas sociais e com as entrevistas realizadas com os informantes, além das transcrições das mesmas. Por terem sido feitas a lápis, as transcrições não estavam em boas condições de utilização, estando algumas quase  ilegíveis. A coordenação do projeto, em sua segunda fase, resolveu, de comum acordo com as pesquisadoras, realizar novas transcrições, utilizando, agora, as normas propostas por Luiz Antônio Marcuschi em seu livro “Análise da Conversação”. Uma outra razão para se fazer nova transcrição foi a necessidade de se digitar, e colocar em disquetes, esse material, a fim de tornar mais fácil o seu acesso a todos aqueles que estiverem trabalhando com o falar do Ceará, em geral, ou de Fortaleza, em particular.

Professora Dra. Maria do Socorro Silva de Aragão

Professora Dra. Maria Elias Soares